Pesquisar este blog

sábado, 7 de julho de 2007

Para Igreja, imagem em árvore é engano


Trata-se de uma falácia (engano, logro). É uma fenda em forma de triângulo, no tronco de uma árvore, sem nenhuma prova de autenticidade’.
A frase é do padre Aparecido Donizetti Maciel, 40, da paróquia São Miguel Arcanjo, no Manoel Penna, na zona Leste, onde, há cerca de dois meses, no tronco de um ipê roxo, foi identificada imagem semelhante à Nossa Senhora Aparecida. O padre Aparecido fez questão de esclarecer que sua opinião não é isolada: reflete exatamente a posição da Igreja de Ribeirão Preto sobre o caso.
“Isso é mais produto da mente humana, uma manifestação do inconsciente. A mente tem força de criação e imaginação. A fenda, no tronco da árvores, que se assemelha à imagem de Nossa Senhora Aparecida, não tem fundamento religioso”, disse.
Mas isso não significa que o padre Aparecido irá desestimular visitas ao local ou repudiar os fiéis que levam flores e plantam árvores no oratório que está se formando ao redor do ipê roxo.
“Há pessoas que buscam resposta no sobrenatural, acreditam, têm sua fé e devem ser respeitadas. Mas a Igreja não pode se envolver nisso”.
Padre Aparecido é devoto de Terezinha de Jesus, uma santa que levou vida discreta, no silêncio de um mosteiro. “Terezinha se santificou nas pequenas coisas. Não operou nenhum milagre. Mas o seu convívio com Jesus foi intenso”.

O descobridor
Neil Fernandes, 48, afastado do emprego há dois anos em razão de duas hemorragias no cérebro, acha que recebeu uma Graça ao enxergar, pela primeira vez, a imagem no ipê roxo, no começo de janeiro. Estava no número 431 da rua José Jorge Freitas quando percebeu a descoberta. Devagar, os moradores do bairro começaram a visitar e fazer orações no local.

Moradores respeitam o achado
O bairro Manoel Penna existe há treze anos. Quando de sua fundação, o então prefeito Antõnio Palocci Filho determinou que suas ruas fossem arborizadas. Plantaram-se principalmente ipês. Num desses ipês roxos, de cerca de doze anos, está incrustada a imagem que lembra Nossa Senhora Aparecida. O bairro, próximo ao Novo Shopping, mostra construções recentes.
Nas imediações da rua José Jorge de Freitas, a duzentos metros da igreja de São Miguel Arcanjo, os moradores reverenciam a imagem que lembra Nossa Senhora.
“Acredito muito. Nós respeitamos e estamos zelando pelo oratório de Nossa Senhora”, diz o sargento PM da reserva Laércio Rodrigues, 62.
O oratório já tem até zelador: o jardineiro Aparecido Saran. Ele cuida das plantas e flores, limpa o lugar. É devoto da santa, de quem afirma ter recebido uma Graça. “Tinha três caroços no corpo, na região do peito. Pedi a Ela e hoje estou bem. Vou cuidar deste lugar até quando puder”, garante.
Em 2002, uma imagem igual a de NS Aparecida, refletida na porta de vidro na entrada da Fundação Hemocento, atraiu fiéis e curiosos aos montes. Na periferia de São Paulo, há cinco anos, a imprensa explorou bastante o surgimento de uma imagem da santa no vidro da janela de um casa. Durante uma semana, formaram-se longas filas de visitação.
Fonte: http://www.jornalacidade.com.br/geral/ver_news.php?pid=33&nid=56367

Related Posts with Thumbnails