Pesquisar este blog

quinta-feira, 18 de outubro de 2007

Líder de seita banida de três países prega no Rio

Agencia Estado

"Jesus Cristo" desembarcou no aeroporto internacional do Rio de Janeiro na sexta-feira de manhã, vindo de Miami, com toda a pinta de turista: chiclete na boca, óculos de sol, Rolex no pulso e corrente de ouro no pescoço. ?Jesus Cristo? é uma das alcunhas do porto-riquenho José Luís de Jesús Miranda, de 61 anos, o criador da igreja Crescendo em Graça. A seita destoa das demais denominações evangélicas por ensinar que seu líder é a segunda encarnação de Cristo. ?Até minha família pensou que eu estava ficando louco quando revelei ser Jesus Cristo homem?, afirmou Miranda.
Pelos cálculos da própria igreja, 2 milhões de pessoas em 23 países, a maioria na América Latina, crêem fervorosamente que Cristo reencarnou em Miranda. No Brasil, a presença é relativamente pequena, com menos de 10 mil seguidores. A Crescendo em Graça é praticamente desconhecida no Brasil, mas no exterior tem feito barulho. Por causa das provocações que faz aos católicos, José Luís de Jesús Miranda foi proibido de entrar em El Salvador, Honduras e Guatemala. O presidente de El Salvador disse que não aceita em seu país ?um louco que diz ser o Messias?.
Miranda faz da Igreja Católica seu alvo favorito. Costuma ofender o papa Bento XVI e dizer que os padres são ?pedófilos de saias?. Em maio, seus seguidores no Brasil fizeram ruidosos protestos na visita de Bento XVI.
O líder religioso desembarcou no Brasil no feriado de Nossa Senhora Aparecida e voltaria para os EUA ontem. No fim de semana, comandou uma convenção nacional no Rio. Perto de 1,5 mil pastores e fiéis compareceram. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Related Posts with Thumbnails