Pesquisar este blog

sexta-feira, 30 de novembro de 2007

É proibido Pensar - João Alexandre



Letra da Música:

PROCURO ALGUEM PRA RESOLVER MEU PROBLEMA,
POIS NÃO CONSIGO ME ENCAIXAR NESSE ESQUEMA,
SÃO SEMPRE VARIAÇOES DO MESMO TEMA,
MERAS REPETIÇÕES..

A EXTRAVAGANCIA VEM DE TODOS OS LADOS,
E FAZ CHOVER PROFETAS APAIXONADOS,
MORRENDO EM PÉ,ROMPENDO EM FÉ DOS CANSADOS...
QUE OUVEM SUAS CANÇÕES...

ESTAR DE BEM COM A VIDA
É MUITO MAIS QUE RENASCER...
DEUS JA ME DEU SUA PALAVRA
E É POR ELA QUE EU AINDA GUIO MEU VIVER!

RECONSTRUINDO O QUE JESUS DERRUBOU..
RECOSTURANDO O VÉU QUE A CRUZ JA RASGOU..
RESSUSCITANDO A LEI, PISANDO NA GRAÇA,
NEGOCIANDO COM DEUS!
NO SHOW DA FÉ MILAGRE É TÃO NATURAL,
QUE ATÉ PREGAR COM A MESMA VOZ É NORMAL..

NESSE EVANGELIQUES UNIVERSAL
SE APOSSANDO DOS CÉUS...
ESTÃO DISTANTES DO TRONO,
CAÇADORES DE DEUS AO SOM DE UM SHOFAR.

E MAIS UM ÍDOLO IMPORTADO
DITA AS REGRAS PARA NOS ESCRAVIZAR:
É PROIBIDO PENSAR !!!

quinta-feira, 29 de novembro de 2007

A Situação das Igrejas no Brasil


sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Quem é o diabo?

Anjo caído, inimigo do homem, réu confesso, patrono da ciência e muso das artes. conheça as várias variáveis do senhor do mal.


Fonte: Galileu

Ele aparece no dicionário Aurélio com 119 sinônimos. No Houaiss, há 136. O escritor Guimarães Rosa tinha sua coleção particular: Azarape, Arrenegado, Cramulhão, Indivíduo, Galhardo, Não-Sei-que-Diga, O-que-Nunca-se-Ri, Sem-Gracejos. São 29 passagens sobre ele nos Evangelhos, 25 de-las citado pelo próprio Jesus. E o filósofo Jean-Paul Sartre dizia que "o inferno são os outros". Mas, venhamos e convenhamos: afinal de contas, quem é o Diabo? Onde ele habita? Estará em franca falência ou flamejante coroação?

A discussão sobre a topografia da Besta e de sua morada perpassa milhares de anos. Freqüentam vulgatas que vão da ciência à religião, passando por comportamento, psicanálise e mesmo arte. Questionando a Bíblia como ninguém, o fílósofo Bertrand Russell gostava de dizer que o homem criou Deus à sua imagem e semelhança. Num lugar, fez um senhor de barbas, noutro, fez dele o Sol. Se assim pensarmos, o Diabo vai pelo mesmo caminho: num mundo com tantas informações dispo-níveis, cada um constrói seu Satanás. É o Diabo à la carte. No mundo dito pós-moderno, a ordem é: faça você mesmo o seu Satã.

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

INDIANOS RECORREM A DEUS MACACO EM BUSCA DE VISTOS



NOVA DÉLHI, 21 NOV (ANSA) - Não mais em troca de boa saúde, amor ou dinheiro se dirigem os indianos ao templo do deus macaco, mas sim em busca de um visto, em especial para países europeus. O "visto Hanumam", juram os fiéis, é gratuito e garantido.
De passaporte nas mãos, milhares de indianos se dirigem todos os dias ao templo de Hanumam, o deus macaco do hinduísmo, para pedir a intercessão da divindade que, segundo a crença local, tem poderes para facilitar a emissão de vistos de ingresso em outros países.
Segundo os religiosos do templo, os devotos apenas recentemente descobriram este poder particular da divindade. "Hanumam é famoso por seus milagres e agora compete a ele também este tipo", conta o sacerdote Himanshu Mehta.
"Pouco antes da festa do Diwali, oito pessoas que haviam pedido um visto e temiam que lhes fosse recusado vieram aqui pedir sua intercessão. Poucos dias depois, obtiveram a permissão. Diz-se que é como se o próprio Hanumam carimbasse os vistos nos passaportes", acrescenta o religioso.
Uma das figuras mais importantes da religião hindu, Hanumam é apresentado na figura de um macaco e segundo a tradição teria ajudado a libertar a princesa Shita de sua prisão. Para os indianos, é símbolo de sabedoria e justiça, capaz de qualquer ajuda ou benção. (ANSA)

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

IURD - Que Reino é este?

IURD - Que Reino é este?

Introdução
“A Igreja Universal do Reino de Deus é uma mistura de Protestantismo, Catolicismo e Religiões Afro-Brasileiras” - (Pr. Ed Renê Kivitz – Pastor Batista)
“A IURD virou um centro de Macumba evangélico” - (Pr. João Flávio Martinez – presidente do CACP)
Neste estudo não estou querendo arvorar o papel de juiz, mas apenas denunciar, na esfera teológica, os equívocos e os abusos cometidos pela Igreja Universal do Reino de Deus – IURD (Lv. 5; I Co 2.15). Isso é pelo fato de entendermos que a referida denominação, lamentavelmente, saiu da contextualizaçã o de “Movimento Contraditório” e passou a condição de seita pseudocrístão.

O CACP classificava a IURD como movimento contraditório devido à confissão de fé da denominação que, apesar das práticas heterodoxas, era semelhante as demais confissões evangélicas. Acontece que a IURD incorporou em suas práticas ritos católicos como; novenas, ramos, água benta, procissão... E também ritos das religiões afro-brasileiras, como; fita, rosa ungida, peixe orado, sabonete do descarrego, espada de S. Jorge, enxofre, sal grosso, desmanche de trabalhos, invocação de espíritos da umbanda e candomblé (exu, pomba-gira, caboclo, guias, tranca-rua e outros)... Enfim, realmente a IURD é um sincretismo místico da cultura brasileira – é uma igreja 100% mande in Brazil! Pra piorar esse marasmo sincrético, a IURD conseguiu superar todos os movimentos heterodoxos incorporados, ou seja, ela ficou mais estereotipada do que as facções que ela aderiu. Afinal de contas, nenhum desses movimentos incorporados a ela defende a Liberalização do Aborto. Podemos arrazoar com certeza que a IURD é muito mais corrompida teologicamente do que a Macumba e o Catolicismo.
Quanto mostro a problemática em que se envolveu a IURD, alguns resolvem sair na sua defesa alegando o exponencial crescimento, tentando assim colocá-la como uma Igreja de Deus. O meu questionamento a essas pessoas giraria em torno das evidências e estatísticas. Será que toda a denominação religiosa que cresce é cristológica ou de acordo com a Bíblia? E o que dizer dos centros espíritas, eles são ajustados com a teologia Protestante? - E por que crescem tanto? E o Kardecismo, que tem se alastrado pelo mundo afora, é um movimento evangélico? E o que dizer do crescimento das religiões orientais como; islamismo, budismo e hinduísmo?
Podemos concluir que o conselho de Gamaliel estava equivocado neste aspecto (Cf. At. 5), pois nem tudo que cresce pode ser definido como sendo um movimento evangélico bíblico.

------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
HISTÓRICO:
A Igreja Universal do Reino de Deus tem este nome desde 1977. Entretanto, seus membros e dirigentes atribuem sua fundação ao ano de 1977, quando Edir Macedo, então um pregador de uma igreja evangélica estabelecida, decidiu criar sua própria igreja, adequada à sua visão de pregação e da revelação de Deus. Contou para isso com a companhia de Romildo Soares. Após a criação da igreja, este se desligou e fundou outra igreja, a Igreja Internacional da Graça de Deus. De acordo com Marcelo Crivella a Igreja Universal e a Igreja da Graça têm uma origem comum: a Igreja Pentecostal de Nova Vida. A separação das três teria ocorrido pela diferença do foco de seus três dirigentes.
Quando tinha apenas doze anos de fundação, a igreja já possuía uma renda financeira suficiente para comprar uma emissora de TV, dinheiro arrecadado dos seguidores, que vivem a ideologia da Teologia da Prosperidade.
Em 1992, Edir Macedo, fundador e líder da seita, passou 11 dias em prisão preventiva, por conta de um processo criminal no qual a principal acusação era a de estelionato (apropriação de bens alheios mediante ardil). Em 1995, a Associação Evangélica Brasileira, que reunia boa parte das instituições do protestantismo local, divulgou um pronunciamento no qual se afirmava que a IURD, devido a suas doutrinas e práticas, carece de autenticidade protestante.
Segue uma relação de motivos que, de acordo com a Palavra de Deus, faz da IURD uma seita:
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
SECTARISMO
Sectarismo significa: partidarismo ou espírito de seita (dicionário Língua Portuguesa – Carvalho). Observamos esse partidarismo de maneira acentuada ao ligarmos a emissora da “IURD”. O que ouvimos é sempre uma exaltação denominacional e não da pessoa do Senhor Jesus. Nos “testemunhos” sempre ouvimos que – “quando eu encontrei a IURD...” ou “quando eu aceitei o ensinamento da IURD...”. Quase sempre a denominação vem primeiro e recebe a veneração das pessoas – a IURD é um fim em si mesma! É como se a instituição tivesse o poder soterológico para redimir alguém.
Quanto aos demais evangélicos, são reputados como a margem do cristianismo, sendo a IURD o centro da fé. Esses demais evangélicos são apenas massa de manobra, só participam da Rede Record em momentos especiais, quando a Receita Federal, Policia Federal ou a Rede Globo se volta contra a “IURD”. Aí, meu amigo e minha amiga, eles são “evangélicos”. Convidam os seus “colegas” para participar da defesa da “Igreja de Cristo”. Lembro-me que quando o Bispo Macedo foi preso até o babalorixá do Candomblé foi chamado pra falar em defesa da liberdade de expressão religiosa – isso parece brincadeira, só a IURD mesmo!!!
Outro fato é que quando um membro sai da sua denominação, em alguns casos até excluído, e vai para “IURD”, não há a preocupação em saber do estado que aquela pessoa saiu de sua antiga denominação e muito menos trabalham com essa pessoa focando o seu amadurecimento espiritual, obedecendo assim à determinação da Bíblia que instrui o cristão a submissão (Ap.2:5; Hb 13.7). Convidam abertamente membros de outras denominações para participarem dos seus cultos. Outro dia, ouvia um programa da Rede Aleluia e o pastor dizia: “Meu amigo e minha amiga venha à “IURD” não importa qual seja a sua religião; católico, espírita, macumbeiro ou até mesmo evangélico. É isso mesmo meu amigo e minha amiga, você que tem freqüentado até mesmo uma igreja evangélica e a sua vida não tem mudado, mas você vive uma vida de fracassos... pare de sofrer... Deus te chamou pra ser rico, próspero e cabeça... A miséria é do capeta... Venha pra campanha da Fogueira Santa e você vai ter a sua empresa, seu carrão e sua casa na praia... (falava isso como que se Deus fosse o gênio da lâmpada de Aladim... e ainda culpava a igreja da pessoa por não ter tudo isso)...”
Aqui precisamos fazer algumas reflexões:
1) – Quem salva o indivíduo?
"E em nenhum outro há salvação; porque debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, em que devamos ser salvos" (At.4:12)
"Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem" (ITm.2:5).
"Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim" (Jo.14:6).
Admitir que uma certa denominação seja portadora do poder de salvar o homem é assinar um atestado de ignorância teológica. A IURD ao admitir que uma pessoa foi salva pela fé na denominação se coloca como a única igreja verdadeira, tomando o lugar do singular Salvador. A Bíblia é clara que só Jesus é o caminho e não há mediador entre Deus e o homem a não ser Cristo de Deus (Jo 14.6). As Igrejas são apenas o meio que levam o homem ao fim, que é a salvação através de Jesus.

2) – A Salvação é pela Graça
A salvação não é pelas obras, é um dom. O caminho da salvação provido por Deus é receber a Cristo pessoalmente, confiando nele somente para nos salvar. Tendo você dinheiro ou não, a salvação é pra você. Ela não pode ser comprada pelo seus dízimos ou ofertas, pois foi paga por Jesus na Cruz.
Romanos 6:23: "Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus nosso Senhor." Não podemos fazer-nos "dignos" da graça de Deus. Salvação é um dom gratuito ao indigno, ao que não merece, e todos nós estamos nesta categoria. "Cristo morreu pelos ímpios" -- Romanos 5:6. Efésios 2:8, 9: "Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie."
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
CONVERSAS COM OS DEMÔNIOS
A Bíblia é enfática, o Diabo e seus demônios são mentirosos e neles não há verdade (Jo.8:44) e que nos últimos dias esses espíritos falariam e ensinariam mentiras. Por isso qualquer movimento religioso que dá muita ênfase no que dizem os espíritos, é uma religião perigosa e antibíblica.
Leiamos: “Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios”. (ITm4:1)
“Mas Jesus o repreendeu (o demônio), dizendo: Cala-te, e sai dele”.(Mc.1:25)
Ficar dialogando com demônios não é recomendável e nem neotestamentá rio. Há sempre o perigo de estarmos sendo vítimas de um engodo maquiavélico. Jesus era pragmático e objetivo nessa questão, Ele compreendia que quanto mais rápido agisse na vida do problemático, melhor. Para o possesso o momento de endemoninhamento é constrangedor e muito sofrível. Devemos nos preocupar com o estado dessa pessoa e usarmos toda nossa fé para auxiliar o indivíduo de maneira simples e objetiva.
Ter discernimento nesses casos é valioso, pois muitas vezes o indivíduo não está com um problema espiritual, mas o caso é patológico e de saúde. Quando diagnosticamos o problema de maneira correta podemos ajudar com muito mais eficiência. Se for caso de saúde, pode ser um ataque epilético, a pessoa deve ser encaminhada a um especialista médico da área. Quando o caso for psicológico, um psiquiatra deve ser consultado. É papel da Igreja saber ajudar da melhor maneira cada pessoa.
Com relação ao exorcismo praticado dentro da IURD, o caso é muito triste! Pessoas sendo levadas por corredores enormes e muitas vezes de maneira constrangedora, ajoelhada ou arrastada. Em alguns casos a pessoa passa por um interrogatório aonde o suposto espírito possuidor fala e esbraveja. Nesse período a pessoa fica fragilizada e até machucada pela luta corporal que acontece. O paralelo disso é visto dentro da umbanda, macumba e candomblé, aonde os guias, médiuns ou pais-de-santos trabalham para fazer o membro desenvolver seus guias e espíritos – a pessoa é obrigada a se embriagar, fazer ritos, etc. Algo realmente muito similar com algumas práticas de “libertação” da IURD.
Os ensinamentos de Jesus vão contra tudo isso e mostra que a metodologia do Cristo é rápida e não tem nada disso, pois com o uso de uma singela frase o mal cessa e a peleja é resolvida: “Saia em nome de Jesus” (Mc.16:17) - e pronto. Se a libertação não acontecer nesses termos, não é uma libertação bíblica. Embora, eu entenda que há mesmo é muita mistificação dentro da IURD. Não estou dizendo que possessão não exista, estou dizendo que acho que a IURD faz mais manobras espiritualistas fictícias do que libertação cristológica.
Fico pensando como fica a pessoa autenticamente possessa que passou por todo aquele constrangimento diante da família e dos amigos que vão com ela ou até mesmo assistem pela TV. Tudo isso poderia ser evitado com amor e carinho e sem sensacionalismo.
Muitos, dos que vão até lá, nem vão para ouvir a Palavra de Deus, mas para ver os demônios se manifestarem como se isso fosse um espetáculo. Bom seria se as pessoas fossem a igreja para ver a manifestação da Graça de Deus.
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
INVOCAÇÃO DE DEMÔNIOS
Leiamos: “Aqueles que escolhem a outros deuses terão as suas dores multiplicadas; eu não oferecerei as suas libações de sangue, nem tomarei os seus nomes nos meus lábios”.(Sl 16.4).
Sobre essa problemática, argumenta o Dr. Paulo Romero: “Em alguns círculos evangélicos, os pregadores da libertação chegam a instigar os demônios para que se manifestem, dando-lhes ordens como: “Comece a manifestar aí, Exu Tranca-rua, comece a manifestar, Exu Caveira”,(... ) e uma lista de nomes de orixás da umbanda e do candomblé são mencionados. Parece até ser uma reunião de invocação aos demônios. Não vemos tal modelo na Bíblia. Nem Jesus nem os discípulos mandaram os demônios se manifestarem. As manifestações demoníacas na Bíblia foram espontâneas (veja: Mc 1.23,24; 3.11). A simples presença de Jesus era o bastante para que o inimigo se manifestasse. O mesmo acontecia com os discípulos. Quando esteve em Filipos, Paulo não mandou que o espírito que possuía uma jovem se manifestassem. Muito ao contrário, sentiu-se incomodado com as declarações e o demônio foi expulso (At.16:17-18) . Basta a presença do Senhor na Igreja ou na vida do cristão para o inimigo ficar incomodado. O culto cristão deve ser centralizado no Senhor. O objetivo principal do povo de Deus ao se reunir é adorar a Deus em espírito e em verdade”.
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
A TEOLOGIA DA PROSPERIDADE E A GANÂNCIA DO BISPO MACEDO
Gostaria de deixar claro que o dízimo e as ofertas são santos e do Senhor (II Co 9.7). Essas contribuições são tiradas em todas as Igrejas que realmente crêem na Palavra de Deus. A “IURD” de maneira alguma erra em ensinar isso ao povo, entretanto tudo o que é em demasia foge do propósito e padrão divino (Ec 7.16). Certo pastor disse com razão que - “a heresia também pode ser um exagero da verdade”. Há, com certeza, fundamentos nessa asseveração, fazendo com que nos preocupemos com nossas igrejas e seu nível espiritual. É como nos alimentarmos com só um tipo de comida, por melhor que ela seja, trará prejuízos a nossa saúde, ficaremos sem as vitaminas e proteínas necessárias. Devemos ensinar essas coisas sem se esquecer das demais. Veja o que o Senhor Jesus fala: “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! porque dais o dízimo da hortelã, do endro e do cominho, e tendes omitido o que há de mais importante na lei, a saber, a justiça, a misericórdia e a fé; estas coisas, porém, devíeis fazer, sem omitir aquelas” (Mt.23:23). O Senhor mostra nesse versículo que não basta só pregarmos sobre o dízimo, temos que falar sobre a justiça, sobre a misericórdia e sobre a fé. Não basta termos uma igreja que só dízima, mas temos que ter uma Igreja santa (Ef 5.27) que conheça o juízo e exerça misericórdia com fé no seu coração (Hb 11).
“Ou dá, ou desce”.
------------ -----
O Bispo Macedo e a IURD não pede oferta de maneira equilibrada, eles espoliam as pessoas. Sua ideologia é a do “dá ou desce”. As reuniões da IURD, na maioria das vezes, se resumem na mensagem da doutrina da prosperidade – “Dê um pra ganhar cem” – parece ser atraente, mas não é factual.
Em uma aula de como tirar ofertas o Bispo Macedo diz o seguinte: “... Você tem que chegar e se impor: É seguinte pessoal, vocês vão ajudar agora a obra de Deus... se você quiser ajudar, amém... se não Deus vai levantar um montão de gente pra ajudar... entendeu como é que é? (falando aos seus pastores) Se quiser bem, se não quiser que se danem (se referindo às pessoas que não colaborariam) . Aqui é assim – OU DÁ OU DESCE... (ele volta aos seus obreiros) Você não pode ser chocho... você tem que ser o super herói do povo... (continua o exemplo)... Pessoal, nos vamos fazer isso aqui (uma campanha), o grande desafio... é a fé ou não é... tudo ou nada... (ele volta-se aos obreiros)... Eu peguei a Bíblia nos EUA e joguei no chão... ou Deus honra essa palavra ou... ai eu joguei a Bíblia no chão... ela se espalhou toda... Ai eu chutei a Bíblia... Isso chama a atenção... uns vão dizer que esse ai é bom... outros vão dizer que é um falso profeta... mas vai ter pessoas que vão ficar do nosso lado... esses vão por tudo (o dinheiro) lá (na salva)... Você não pode ter vergonha de pedir... Peça, peça e peça... ai eu perguntei quem é que gostaria de ter o cajado de Moisés... O povão disse euuuuuuuu... é isso ai, você pode... Dez mil – entendeu pessoal (pastores) ” (TRANSCRIÇÃO DO VÍDEO DO YOU TUBE). – ISSO É UM ABSURDO!!!
A Teologia da Prosperidade, para quem não sabe, é a doutrina principal pregada pela IURD. Trata-se de uma substituição do Evangelho da Graça, pelo “evangelho” da ganância. É comum ouvimos da boca dos pregadores da prosperidade coisas do tipo: “Você é filho do Rei, não tem por que levar uma vida derrotada.. Deus quer você seja rico, que tenha muito dinheiro... quem é pobre está fazendo a vontade do diabo... está vivendo em pecado... Um homem de Deus é rico!” A teologia da prosperidade une o fútil ao desagradável, ou seja, é uma mistura de ganância e comodismo. Os adeptos da teologia da prosperidade acham que nós temos direito de reivindicarmos o que quisermos de Deus, esquecendo da soberania divina.
O Pr. Esequias Soares faz um comentário interessante sobre essa ideologia da IURD de Edir Macedo: “Desde muito cedo na história do cristianismo, já havia aproveitadores, que usavam a Palavra de Deus visando lucros pessoais – “Porque nós não somos falsificadores da palavra de Deus, como tantos outros; mas é com sinceridade, é da parte de Deus e na presença do próprio Deus que, em Cristo, falamos” (II Co 2.17). O termo grego para “falsificadores” é “kapeleuo”, negociar com, comerciar no varejo, colocar à venda, traficar, comercializar em pequena escala... falsificar, adulterar, negociar, buscar lucros... Esse verbo aparece referindo-se tanto aos mercadores, aqueles que usam a Palavra de Deus, visando interesses pessoais, como aos falsificadores, que adulteram e sofismam a Palavra para agradar as pessoas e delas tirar vantagens... é a prática da simonia... O apóstolo Paulo já via, em seus dias, essa tendência mercadológica e, para combatê-la, usou uma palavra com o significado de falsificar ou mercadejar a Palavra. Isso envolve práticas da simonia, adulterar a Palavra, fazer da religião comércio e faltar com sinceridade diante de Deus, visando interesses pessoais. O apóstolo rebate os simoníacos e, ao mesmo tempo, reafirma a sua sinceridade, quando diz; antes, falamos de Cristo com sinceridade. .. muitos confundem fé cristã com negócios e colocam a igreja nessa esfera, isso banaliza o sagrado e reduz as coisas de Deus à categoria de mero produto comercial... O tema do culto cristão é o Senhor Jesus, e não as ofertas.”
Cito alguns textos bíblicos, que refutam esse evangelho falso, que promete ao homem uma vida de prosperidade materialista, atiçando-lhe a ganância.
“Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam” (Mat.6.19,20)
“De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento. Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele. Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes. Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição. Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores. Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão”. (ITm 6.4-11)
“...Não digo isto como por necessidade, porque já aprendi a contentar-me com o que tenho. Sei estar abatido, e sei também ter abundância; em toda a maneira, e em todas as coisas estou instruído, tanto a ter fartura, como a ter fome; tanto a ter abundância, como a padecer necessidade. Posso todas as coisas em Cristo que me fortalece...” (Fl 4.11-13)
“...E disse-lhes: Acautelai-vos e guardai-vos da avareza; porque a vida de qualquer não consiste na abundância do que possui. E propôs-lhe uma parábola, dizendo: A herdade de um homem rico tinha produzido com abundância; E ele arrazoava consigo mesmo, dizendo: Que farei? Não tenho onde recolher os meus frutos. E disse: Farei isto: Derrubarei os meus celeiros, e edificarei outros maiores, e ali recolherei todas as minhas novidades e os meus bens; E direi a minha alma: Alma, tens em depósito muitos bens para muitos anos; descansa, come, bebe e folga. Mas Deus lhe disse: Louco! Esta noite te pedirão a tua alma; e o que tens preparado para quem será? Assim é aquele que para si ajunta tesouros, e näo é rico para com Deus...” (Lc 12.15-21)
O IBGE trouxe uma constatação chocante para a ideologia dos propagadores da teologia da prosperidade no Brasil... Foi comprovado, no último censo de 2006, que os evangélicos são os que mais contribuem com a sua religião, apesar disso, são os religiosos mais pobres do País. Ou seja, essa teologia na prática não funciona. Bem, com a palavra os pregadores da prosperidade!
Que possamos nos levantar e espremermos a ferida do pecado que tanto nos assola e traz a verdadeira miséria – a miséria espiritual que leva o homem ao inferno. (Cf. Is 1; ITs 5.23; Heb 12.14).
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
A CONFIANÇA EM AMULETOS
Acreditamos que a fé das pessoas deva e tem que ser estimulada, mas da maneira bíblica (Rm 10.17). Infelizmente, vemos que nessa tentativa a “IURD” está usando um sistema não ensinado pela Bíblia. Sistema este cuja base é a troca da fé genuína, pela fé no visível e palpável. Nós, que somos protestantes, somos conhecidos por crer no Deus invisível e não aceitar o palpável (Jo 20.29). Como aceitar essa doutrina dos amuletos? Cornetas, espadas, sal grosso, arruda, rosa, enxofre e muito mais. Isso tudo é inaceitável, visto não ter bases bíblicas e nunca ter sido praticado pela Igreja primitiva. Devemos ter em mente o nosso verdadeiro alvo, a fé viva em Cristo Jesus, invisível, mas real (ITm 1.17).
“...fitando os olhos em Jesus, autor e consumador da nossa fé...” (Hb 12.2).
Esse desvio de alvo tornou-se tão sério que as pessoas da “IURD” precisam quase sempre de um objeto para que sua fé funcione. Certo dia encontrei um irmão, amigo meu, que lá congregava. Nesse nosso encontro ele mostrou-me uma corneta e tocou bem forte. Após isso me perguntou:
“Você sentiu?”
“Senti o quê?”.
“O poder” - disse ele.
Demonstrei na minha fisionomia que não havia entendido nada e então ele explicou-me:
“É uma corneta ungida e o pastor nos disse que tem poder, poder tão forte que expulsa até demônios.”
Chocado, eu lhe expliquei que só no nome de Jesus havia poder para tal (Mc.16:17) e que eu não sabia que a “IURD” estava dando aquilo para seus membros. Ele, um tanto chateado, disse:
“Dando não, eu paguei cem reais!”.
Depois dessa conversa, disse até logo e fui embora. Relatei esse fato para mostrar que se não for feito nada a coisa não vai ficar boa. Uma vez ou outra nos deparamos com estes amuletos dependurados nas casas dos seus membros.

NA MACUMBA O MATERIAL DE TRABALHO É DO DIABO – E NA IURD???
O próprio Bispo Macedo condena os macumbeiros por utilizarem esses ritos e objetos em seus cultos, diz ele: “O diabo, confundindo as pessoas, age com misticismo em rituais e com as oferendas que exige. Costuma usar o número sete, usado por Deus na Bíblia... sete charutos, sete galinhas...; pede trabalhos e, sete encruzilhadas, durante sete dias (olha a campanha aqui)... usam flores, cachaça, animais, velas, alimentos...” (Livro: Orixás, Caboclo & Guias – Deuses ou Demônios?”, Edir Macedo, Editora Universal, Ed. 2000, pg. 93)
A questão então seria: E a IURD, não usa flores, enxofre, sal, sabonete, pão do descarrego, fita de pulso...? Quer dizer, quando a Macumba usa, é o diabo que está confundindo as pessoas, mas e quando a IURD manda que os mesmos objetos sejam utilizados? Vejam a contradição desse movimento que crítica outro, mas faz identicamente o mesmo! É o axioma – A IURD se tornou igual a quem antes criticava.
O Senhor JESUS nos deu autoridade em seu nome contra todo o mal, e não ensinou ninguém a ficar usando amuletos mágicos e milagrosos. Não nos esquecendo que tais amuletos não são de graça, mas custam caros aos pobres coitados, vítimas do seu intrínseco misticismo.
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
OVELHAS QUE NÃO CONHECEM SEU PASTOR
As ovelhas da “IURD” não conhecem os seus pastores; como vivem, se são casados e bons maridos, onde moram e o que faziam antes... Enfim, as ovelhas desconhecem quem está ministrando, pois são pastoreadas no estilo da impessoalidade.
É vetada às ovelhas da IURD a mesma dedicação que os irmãos de Beréia tinham ao examinar aquilo que lhes era ministrado. Quando o Apóstolo Paulo pregava aos irmãos na cidade de Beréia, eles tinham a liberdade de examinarem nas escrituras se estas coisas eram mesmo assim como era ensinado (Atos 17.10 e 11). Isto inclui a vida moral e social que Paulo tinha, pois como crer na palavra de alguém que eu nem sei quem é?
Não estou dizendo que se deva fazer uma investigação, chamar um detetive para saber da vida do pastor, mas a ovelha tem que saber pelo menos o básico da vida do seu líder espiritual. As ovelhas da IURD são como ovelhas que não têm pastor, pelo fato de não conhecê-los e não desfrutarem de uma comunhão sadia. A Bíblia nos orienta dizendo: “... a ovelha conhece o seu pastor” (Jo 10.4 e 14).
Poderíamos comparar a IURD a uma empresa ou a um Banco. Você reconhece que aquele homem, da mesa mais bonita, é o gerente. Sabe que aquele indivíduo está ali para te ajudar, mesmo que de maneira interesseira, pensando apenas nos dividendos que vai lucrar com você. O fato é que a pessoa não o conhece além do balcão do Banco ou da loja. O atendimento é impessoal e frio. Na ótica comerciária, o mais importante é que a transação mercantil seja devidamente realizada.
Será que é assim que a Igreja de Jesus deve ser pastoreada, como um negócio? Claro que não! Acreditamos que deve haver um relacionamento concreto entre as ovelhas e o pastor, pois foi isso que o Senhor Jesus, o supremo pastor, nos ensinou (Leia: Jr 3.15; Jo 10.4). Para justificar essa ação inadequada, os líderes da IURD arvoram dizendo que tal atitude é para firmarem os seus membros na denominação e não ao líder local. Isso só mostra a impessoalidade do estilo adotado pela IURD!
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
BATIZAM AS PESSOAS VÁRIAS VEZES
“Há um só corpo e um só Espírito, como também fostes chamados em uma só esperança da vossa vocação; um só Senhor, uma só fé, um só batismo; um só Deus e Pai de todos, o qual é sobre todos, e por todos e em todos” (Ef.4:4-6).
O batismo na Bíblia é simbolismo de morte e ressurreição com Cristo (Cl.2:12; Rm.6:4), por isso deve ser único. O Senhor Jesus morreu uma única vez por todos nós e não muitas vezes.
Quando eles praticam, o que poderíamos chamar de rebatismo, estão fazendo algo inócuo diante de Deus – algo sem valor: “Porque é impossível que os que uma vez foram iluminados, e provaram o dom celestial, e se fizeram participantes do Espírito Santo, e provaram a boa palavra de Deus, e os poderes do mundo vindouro, e depois caíram, sejam outra vez renovados para arrependimento; visto que, quanto a eles, estão crucificando de novo o Filho de Deus, e o expondo ao vitupério”(Hb. 6:4-6). Notem que o autor da carta “Aos Hebreus” deixa claro que Jesus morreu uma única vez e que todos nós devemos valorizar isso. Como? Não desprezando o nosso primeiro compromisso e valorizando o nosso batismo. Na “IURD” não são só as pessoas não salvas ou não cristãs que são batizadas, mas também todos aqueles que querem fazer um “novo voto com Deus”. Quando vemos aquela grande multidão a passar belo batismo nem imaginamos que lá no meio há um grande grupo de membros batizados em outras denominações e gente que já foi batizado ali mesmo na IURD. Sabemos disso, pois esta prática é comum a quem quiser ver. Só que isso é inaceitável, pois a Bíblia externa que há: “um só Senhor, uma só fé, um só batismo”. Não devemos brincar com a graça de Deus, batismo é coisa séria e deve ser único, caso contrário é zombaria ao nome do Senhor.
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
A FAVOR DO ABORTO
Já faz alguns anos que o CACP tem denunciado as contradições da IURD. Mas agora, entendemos que o Bispo Macedo e a Rede Record foram longe demais. Em uma contextualizaçã o bíblica, podemos concluir que o ato de defender o aborto coloca a IURD como uma denominação religiosa apóstata, com requinte herético que supera até mesmo a Igreja Católica Romana!!! Pra se ter uma idéia do tamanho desse absurdo, não há registro de nenhuma facção religiosa no mundo que defenda o aborto como a IURD. Devido a isso, entendemos que qualquer pessoa que realmente entenda o que é ser cristão não deve pertencer a essa denominação anticristã e pró-aborto.

A Bíblia e o Aborto
No Antigo Testamento, a Bíblia se utiliza das mesmas palavras hebraicas para descrever os ainda não nascidos, os bebês e as crianças. No Novo Testamento, o grego se utiliza, também, das mesmas palavras para descrever crianças ainda não nascidas, os bebês e as crianças, o que indica uma continuidade desde a concepção à fase de criança, e daí até a idade adulta.
A palavra grega brephos é empregada com freqüência para os recém-nascidos, para os bebês e para as crianças mais velhas (Lucas 2.12,16; 18.15; 1 Pedro 2.2). Em Atos 7.19, por exemplo, brephos refere-se às crianças mortas por ordem de Faraó. Mas em Lucas 1.41,44 a mesma palavra é empregada referindo-se a João Batista, enquanto ainda não havia nascido, estando no ventre de sua mãe.
Aos olhos de Deus ele era indistinguível com relação a outras crianças. O escritor bíblico também nos informa que João Batista foi cheio do Espírito Santo enquanto ainda se encontrava no ventre materno, indicando, com isso, o inconfundível ser (Lucas 1.15). Mesmo três meses antes de nascer, João conseguia fazer um miraculoso reconhecimento de Jesus, já presente no ventre de Maria (Lucas 1.44).
Com base nisso, encontramos a palavra grega huios significando "filho", utilizada em Lucas 1.36, descrevendo a existência de João Batista no ventre materno, antes de seu nascimento (seis meses antes, para ser preciso).
A palavra hebraica yeled é usada normalmente para se referir a filhos (ou seja, uma criança, um menino etc.). Mas, em Êxodo 21.22, é utilizada para se referir a um filho no ventre. Em Gênesis 25.22 a palavra yeladim (filhos) é usada para se referir aos filhos de Rebeca que se empurravam enquanto ainda no ventre materno. Em Jó 3.3, Jó usa a palavra geber para descrever sua concepção: "Foi concebido um homem! [literalmente, foi concebida uma criança homem]". Mas a palavra geber é um substantivo hebraico normalmente utilizado para traduzir a idéia de um "homem", um "macho" ou ainda um "marido". Em Jó 3.11-16, Jó equipara a criança ainda não nascida ("crianças que nunca viram a luz") com reis, conselheiros e príncipes.
Todos esses textos bíblicos e muitos outros indicam que Deus não faz distinção entre vida em potencial e vida real, ou em delinear estágios do ser – ou seja, entre uma criança ainda não nascida no ventre materno em qualquer que seja o estágio e um recém-nascido ou uma criança. As Escrituras pressupõem reiteradamente a continuidade de uma pessoa, desde a concepção até o ser adulto. Aliás, não há qualquer palavra especial utilizada exclusivamente para descrever o ainda não nascido que permita distingui-lo de um recém-nascido, no tocante a ser e com referência a seu valor pessoal.
E ainda, o próprio Deus se relaciona com pessoas ainda não nascidas. No Salmo 139.16, o salmista diz com referência a Deus: "Os teus olhos me viram a substância ainda informe". O autor se utiliza da palavra golem, traduzida como "substância", para descrever-se a si mesmo enquanto ainda no ventre materno. Ele se utiliza desse termo para se referir ao cuidado pessoal de Deus por ele mesmo durante a primeira parte de seu estado embrionário (desde a nidação até as primeiras semanas de vida), o estado antes do feto estar fisicamente "formado" numa miniatura de ser humano. Sabemos hoje que o embrião é "informe" durante apenas quatro ou cinco semanas. Em outras palavras, mesmo na fase de gestação da "substância ainda informe" (0-4 semanas), Deus diz que Ele se importa com a criança e a está moldando (Salmo 139.13-16).
Outros textos da Bíblia também indicam que Deus se relaciona com o feto como pessoa. Jó 31.15 diz: "Aquele que me formou no ventre materno, não os fez também a eles? Ou não é o mesmo que nos formou na madre?"
Em Jó 10.8,11 lemos: "As tuas mãos me plasmaram e me aperfeiçoaram. .. De pele e carne me vestiste e de ossos e tendões me entreteceste" .
O Salmo 78.5-6 revela o cuidado de Deus com os "filhos que ainda hão de nascer".
O Salmo 139.13-16 afirma: "Pois tu formaste o meu interior, tu me teceste no seio de minha mãe. Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste... Os meus ossos não te foram encobertos, quando no oculto fui formado, e entretecido como nas profundezas da terra. Os teus olhos me viram a substância ainda informe".
Esses textos bíblicos revelam os pronomes pessoais que são utilizados para descrever o relacionamento entre Deus e os que estão no ventre materno.
Esses versículos e outros (Jeremias 1.5; Gálatas 1.15, 16; Isaías 49.1,5) demonstram que Deus enxerga os que ainda não nasceram e se encontram no ventre materno como pessoas. Não há outra conclusão possível. Precisamos concordar com o teólogo John Frame: "Não há nada nas Escrituras que possa sugerir, ainda que remotamente, que uma criança ainda não nascida seja qualquer coisa menos que uma pessoa humana, a partir do momento da concepção".[1]
À luz do acima exposto, precisamos concluir que esses textos das Escrituras demonstram que a vida humana pertence a Deus, e não a nós, e que, por isso, proíbem o aborto. A Bíblia ensina que, em última análise, as pessoas pertencem a Deus porque todos os homens foram criados por Ele.
A prática do aborto sempre foi e continuará a ser condenada pela Igreja Cristã na figura de suas denominações sérias e verdadeiras, comprometidas com a Bíblia Sagrada e suas doutrinas, doutrinas que são imutáveis, não vulneráveis ao tempo e aos costumes de regiões! Esse repúdio não parte apenas de fundamentos bíblicos (aonde se tem inumeráveis contra a prática do aborto), mas também da boa ética e moral, tanto médicas quanto jurídicas. A imoralidade e promiscuidade que tomam conta do Brasil e do mundo não podem vitimar inocentes que não pediram para serem gerados!
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
POLÊMICAS
(Tópico escrito por Afonso Martins em 1995)
“Jesus, porém, disse: Para trás de mim, Satanás, que me serves de escândalo; porque não estás pensando nas coisas que são de Deus, mas sim nas que são dos homens” (Mt 16.23).
Temos visto inúmeros escândalos que deturpam e envergonha o nome do Senhor Jesus, é claro que os servos de DEUS são perseguidos e injuriados, mas seria ridículo usar desta desculpa para encobrir os escândalos. No Congresso Nacional surgiu o pedido de CPI para investigar como a “IURD” se enriqueceu. Estima-se que seu faturamento gira em torno de 800 milhões de dólares, são comparados a uma empresa de grande porte como Pirelli e Alcoa (Veja - Ano 28/N 43). O ex-pastor Carlos Magno, afirmou que chegou a receber cerca de 40 mil dólares por mês por bonificações geradas pelas igrejas de sua responsabilidade, e podem receber algo em torno de R$ 5 mil por mês, mais percentual de acordo com o crescimento das ofertas. E aqueles que conseguem aumentar a arrecadação utilizando-se de várias campanhas, passam a ter seu trabalho recompensado também com aparições em programas de Rádio e TV (Vinde - Ano 3/n33). Tudo isto nos dá a entender que, para se crescer como pastor nesta denominação tem que se produzir, mas produzir o quê? Ovelhas? Não!, dinheiro mesmo, e muito dinheiro ! O ex-pastor Mário Justino, desta Igreja, recebeu asilo político do governo dos EUA, ao declarar-se ameaçado pela cúpula da denominação, ele escreveu o livro NOS BASTIDORES DO REINO fazendo graves denuncias contra líderes desta Igreja, inclusive escândalos sexuais e desvios de recursos oriundos das ofertas dos fiéis (Vinde).
Você já notou como eles têm o poder de abafar aqueles que saíram do seu reino? Onde se encontram hoje o bispo Renato Suet, o bispo Ronaldo Didini, e muitos outros que deixaram aquele reino. E o escândalo do chute na imagem da Aparecida? E muitos outros escândalos que dia a dia surgem e atrapalham aqueles que querem fazer a obra com sinceridade.
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
FINALIZAÇÃO
“Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade” (Mt.7.21-23)
Assim, agora, dirijo-me às suas mentes, para que coloquem-na para funcionar e meditem com honestidade e atenção sobre todo o material deste breve estudo, a fim de que conheçam mais esse movimento heterodoxo e sectário.
Não é de estarrecer que um homem que se diga enviado de Deus pregue a matança de crianças pelo egoísmo materialista de seus pais? Sim, Este homem é o Bispo Edir Macedo, que agindo em favor da liberalização do aborto subverte o mandamento de Deus(cf. Dt 5.17) e reputa por nada os ensinos do cristianismo. No sentido teológico da palavra, ele não passa de um homicida!
Que Deus nos abençoe e nos livre dos lobos devoradores.
Prof. João Flavio Martinez - CACP
------------ --------- --------- --------- --------- --------- --------- --------
Bibliografia:
pt.wikipedia. org/wiki/ Igreja_Universal _do_Reino_ de_Deus;
http://www.chamada. com.br/mensagens /fatos_aborto. html
http://br.geocities .com/observatoriodaiurd

sábado, 17 de novembro de 2007

O Futuro da Igreja Evangélica Brasileira



Volta à Reforma já!

Idolatria Gospel: Um show de Horrores

Qualquer cristão que tem o mínimo de conhecimento bíblico entende que Deus odeia a idolatria. Em 1 Coríntios 6:9 Deus alerta que os idólatras não herdarão o Reino dos céus. Em outra parte das escrituras lemos: “Não terás outros deuses diante de mim”. (Êxodo 20:3). Podemos ficar horas e horas citando trechos bíblicos acerca da mesma verdade: Deus quer estar em primeiro lugar de nossas vidas. Aqueles que querem ser verdadeiros adoradores deverão ter olhos para um só Deus. Isto é uma verdade inquestionável.

Também é verdade que a Igreja precisa ter modelos, precisa ter exemplos de vida com Deus, exemplos em todas as áreas de liderança, pastoral, nas artes, missões etc. A estas pessoas chamamos de referenciais. Paulo era um referencial de sua época: “Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam”. (Filipenses 3:17). Precisamos ter líderes que nos dirijam, que nos abençoem, que nos ajudem a chegar aos níveis já alcançados por eles, que nos dêem um norte em Deus.
Referenciais têm um enorme poder de influência sobre as pessoas como um todo. É por isso que quando algum destes referenciais cai em pecado, muitas pessoas caem em desilusão e os mais fracos tendem a abandonar a fé. Em geral, o povo é abalado quando um líder ou um referencial de grande influência comete falhas em público. E quanto maior a “bomba”, maior é o estrago. A Bíblia alerta: “Não dando nós escândalo em coisa alguma, para que o nosso ministério não seja censurado...” (2 Coríntios 6:3).
Um erro grandioso que a Igreja de hoje tem cometido e sofrido sérias conseqüências é o pecado da idolatria. E fazemos isso dando uma série de boas desculpas esfarrapadas. Por exemplo, quando quero idolatrar meu cantor gospel preferido, exaltando-o sobre as alturas, falo às pessoas que ele é um grande homem de Deus, um referencial para mim. Aí faço desta pessoa meu ídolo, tendo em casa um altar para ele, com todos os seus CDS e livros, com todos os seus artigos escritos, com uma foto autografada, uma camisa do fã-clube e outros apetrechos que farão parte do meu devocional a este ídolo. Assim a pessoa acaba se tornando um idólatra, tornado seu próprio irmão na fé num deus. Atenção: Adorar também significa “devotar a vida”.
Não há outras palavras para se dizer uma verdade dura que já está sendo ecoada no Brasil: a Igreja brasileira fez de seus referenciais grandes ídolos como o bezerro de ouro erguido pelo povo de Israel no deserto (Êxodo 32:4). Isto nós fizemos e por isso estamos pagando um preço tão caro. A Lei da Semeadura está valendo ainda hoje. A Igreja plantou idolatria, vai colher coisa ruim, maldição, destruição. Disto não duvidamos.

A Idolatria Evangélica Gospel Brasileira permitiu este show de horrores:

- Ídolos gospel que não “ministram” por menos de 15, 20, 30 mil reais.
- Ídolos gospel que decidiram por loucura própria fazer uma lista de exigências que nem Jesus, Paulo ou João fizeram quando exerciam seu ministério: hotéis 5 estrelas, frutas tropicais, água mineral de marcas específicas, dezenas de seguranças, carro blindado... e outras coisas que não vou pôr aqui pois não vão acreditar em mim.
- Ídolos gospel que são indiferentes e preconceituosos com certas cidades, regiões, raças, e condição espiritual. Por exemplo: tem gente que não “ministra” em certos lugares porque há muita frieza espiritual, eles só querem “ministrar” em lugares que já estão “avivados”.
- Ídolos gospel que se isolam da liderança espiritual de sua igreja para não precisar responder a ninguém sobre seus trambiques e pecados. Aparentemente chegaram num nível tão alto que não precisam mais de pastor e de igreja para acompanha-los, agora podem caminhar sozinhos. Por isso temos visto tanto insubmissão e rebeldia em “ministério grande”.

Quem é o responsável por este show de horrores? Quem é o culpado? Penso que o culpado somos todos nós que fazemos parte da igreja pois temos alimentado nossos ídolos. Damos a eles o que eles pedem, e é por isso que as exigências aumentam a cada dia. Enquanto pagamos 25 mil reais pra um irmão cantar num evento, deixamos missionários morrerem de fome aqui no Brasil e lá fora. E ainda dizemos: se o missionário passa fome é porque está em desobediência. Quanta hipocrisia!
A coisa está tão feia que ninguém pode denunciar os pecados da igreja. Se alguém se levanta contra essa pouca vergonha dos absurdos cachês e exigências, dos pecados escondidos, da rebeldia contra os pastores, da idolatria escrachada, da tietagem é rapidamente apedrejado pelos idólatras daquele determinado “deus gospel”. É igualzinho no Velho Testamento: “não desrespeite o meu deus que eu não desrespeito o seu”.
Meus irmãos não me entendam mal. Não me interpretem mal. Estou aqui tecendo pesadas críticas contra a idolatria. Estou denunciando o pecado, não o pecador! É disso que tenho nojo, e é contra este terrível pecado que temos que lutar. Se a Igreja não acordar colherá frutos tenebrosos. Se sabemos da existência de um Deus verdadeiro, se conhecemos o seu amor, e o trocamos deliberadamente por outros deuses, vamos pagar caro por isso. Aliás, já estamos pagando caro por isso!
Deixe-me fazer algumas perguntas que atualmente tem feito meu coração doer: - Quanto Jesus cobrou para exercer seu ministério e morrer na cruz por nós? Qual foi o cachê que Paulo cobrou para ser aprisionado junto com Silas nas piores prisões da época? Quais foram as exigências de nossos irmãos que morreram recentemente na China por não negarem o Evangelho? Quanta glória Jesus quis tomar para si quanto o chamaram de bom mestre? Quantas viagens Paulo negou por não atenderem suas exigências?
Precisamos urgentemente de referenciais que apontem para Deus. Precisamos de mártires. Precisamos de humildade, simplicidade e pureza de espírito. Precisamos nos arrepender. Precisamos saber que “...o viver é Cristo, e o morrer é lucro”. (Filipenses 1:21)

Quanto aos ídolos de ouro que levantamos.. . não precisamos deles!

"Então disse Jacó à sua família, e a todos os que com ele estavam: Tirai os deuses estranhos, que há no meio de vós, e purificai-vos, e mudai as vossas vestes". (Gênesis 35:2)

De:Ramon Tessmann

terça-feira, 13 de novembro de 2007

Homem se casa com cadela na Índia

P. Selvakumar fez uma cerimônia tradicional para sua união com a vira-lata Selvi. Ele que aliviar 'maldição' criada após ter apedrejado outros dois cães.O indiano P. Selvakumar casou-se com a cadela vira-lata Selvi em uma tradicional cerimônia hindu em Manamadurai, no sul do país, no último final de semana. A "noiva" estava usando a tradicional roupa de casamento, enfeitada com flores.Selvakumar decidiu casar-se com uma cadela por acreditar que está "amaldiçoado", após ter matado dois outros cachorros por apedrejamento, há 15 anos. "Depois disso minhas pernas e braços ficaram paralisados e eu perdi a audição em um dos ouvidos", ele afirmou ao jornal "Hindustan Times". Selvakumar consultou um astrólogo, que lhe disse que a única forma de curar a maldição era casando-se com uma cachorra. Segundo o jornal local, a família de Selvakumar ganhou uma festa após a cerimônia. Já a cadela Selvi, um pão doce.

Fonte: G1

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

TRANSFUSÃO DE SANGUE

Afirmam as TJs sobre o sangue: “Transfusões violam a santidade do sangue”; “Questão de salvar vida não justifica violar a leia de Deus” (Tradução do Novo mundo – TNM , apêndice doutrinário pág.1660 – Ed. de 1986) – “...as pessoas que vivem segundo a vontade de Deus não aceitam transfusões de sangue, mesmo que outros insistam que isso lhe salvaria a vida” (Conhecimento que conduz a vida eterna – Pág.129)

As TJs entendem que no sangue está a vida da alma, por isso, se depender deles, não doam nem recebem sangue, nem que isso custe a vida, pois acreditam (pasmem!) que não podemos adorar a Deus com toda a nossa alma, pois segundo entendem, a alma é o próprio sangue. Existe um livrete: “Sangue, Medicina e a Lei de Deus”, onde fazem apologia da posição assumida quanto à doação ou recepção de sangue.. As TJs, ao afirmarem que não podemos doar sangue, cometem vários equívocos, provam sua falta de amor ao próximo, de conhecimento e sobre tudo sua terrível ignorância em relação as Verdades bíblicas, pois em nenhum lugar das Escrituras encontraremos a proibição para tal.


FATOS SOBRE A PALAVRA ALMA

Existem três palavras diferentes empregadas no grego para designar “vida” ou “alma”: 1) bios, 2) Psiquê, 3) zoe. Todas elas descrevem a vida da alma, mas exprimem significados bem diferentes. Bios refere-se aos meios de vida ou subsistência. Zoe é a vida mais elevada, a vida do espírito. Sempre que a Bíblia fala de vida eterna ela usa esta palavra. Psiquê refere-se à vida animada do homem ou vida da alma. No antigo testamento a palavra hebraica para alma – nefesh – é usada igualmente para vida da alma. Vejamos então:

Como sendo sangue (Bios): Gn.9:4-5; Dt.12:23, LV.17:11, Lv.17:14...

No sentido de alma(Psiquê) que é a mente (Pv.19:2, Sl.13:2, Sl.139:14, Lm.3:20, Pv.2:10, Pv.3:21-22, Pv.24:14...), as vontades (ICr.22:19, Jr.44:14, Jó 6:7, Jó7:15,...), emoções (I Sm.18:1, Ct.1:7, II Sm.5:8, Zc.11:8, Dt.6:5, Jó10:1, Sl.107:18, Sl.84:2, Mt.26:38, Lc.1:46, Jo.12:27, II Pe.2:8...).


CONTRADIÇÕES JEOVISTAS QUANTO AO SANGUE

Para aqueles que gastaram algum tempo a estudar a posição da Watchtower Society a respeito do uso do sangue, um dos aspectos mais problemáticos é o fato de eles permitirem todos os componentes do plasma, com a exceção da água. Assim, as Testemunhas de Jeová podem escolher se aceitam a imunoglobina, os fatores de coagulação, a albumina, etc. Contudo, não podem tomá-los todos ao mesmo tempo.

Como é que a Watch Tower Society justifica essa posição? A pergunta tem tanto mais sentido quando é sabido que no passado eles opunham-se fortemente ao uso de frações de sangue, conforme esta citação demonstra claramente:

Quer seja total ou em frações, o nosso próprio ou o de outra pessoa, transfundido ou injetado, é errado. — The Watchtower [A Sentinela], 15 de Setembro de 1961, p. 559 [em inglês].

Na citação seguinte, tirada da Watchtower [Sentinela] de 1 de Junho de 1990, páginas 30, 31, repare como a Sociedade agora defende o uso de frações do sangue:

"É significativo que o sistema sanguíneo duma gestante é separado do sistema do feto; os seus tipos sanguíneos não raro são diferentes. O sangue da mãe não passa para o feto. Elementos formados (células) do sangue materno não cruzam a barreira placentária para penetrar no sangue do feto nem o faz o plasma como tal. Com efeito, se acidentalmente o sangue da mãe se misturar com o do feto, podem-se desenvolver mais tarde problemas de saúde (incompatibilidade de Rh ou ABO). Contudo, algumas substâncias do plasma passam para a circulação do feto. Será que as proteínas plasmáticas, tais como a imunoglobulina e a albumina também passam? Sim, algumas.

A gestante tem um mecanismo ativo pelo qual um pouco de imunoglobulina transfere-se do sangue da mãe para o do feto. Visto que essa transferência natural de anticorpos para o feto ocorre em toda gestação, os bebês nascem com certo grau de imunidade normal que os protege contra determinadas infecções.

Algo similar acontece com a albumina, que os médicos talvez prescrevam como tratamento para estados de choque ou outros quadros clínicos. Os pesquisadores provaram que a albumina plasmática também é transportada, embora menos eficientemente, pela placenta, da mãe para o feto.

Esta transferência natural de algumas frações protéicas do plasma para o sistema sanguíneo de outrem (o feto) pode ser outro fator a ser considerado quando o cristão tem de decidir se aceitará imunoglobulina, albumina ou injeções similares de frações do plasma. Uma pessoa talvez decida que pode aceitar isso em boa consciência; ou talvez conclua que não pode. Cada indivíduo tem de resolver o assunto em base pessoal perante Deus." (itálico e negrito acrescentados)

A linha de raciocínio usada aqui pela Sociedade é muito clara. A transferência natural destas várias frações permitidas [pela Watchtower] através da "barreira placentária" deve ser vista como uma base para a posição do cristão que aceita estas frações do sangue.

Anciãos e membros das Comissões de Ligação com Hospitais freqüentemente fazem comentários dizendo que a transferência natural destas frações do sangue é evidência de que Deus permite o uso destes produtos sanguíneos, pois seria inimaginável que Deus violasse as suas próprias leis acerca do sangue.

Os membros da Associated Jehovah's Witnesses for Reform on Blood [Testemunhas de Jeová Associadas Para a Reforma na Questão do Sangue] concordam. Seria "inimaginável" que Deus violasse as suas próprias leis. Se vários componentes do sangue de fato passarem pela "barreira placentária", quer seja da mãe para o feto ou vice-versa, então parece inteiramente razoável que Deus não teria qualquer objeção a usarmos estas frações do sangue.

É interessante notar que a literatura médica contém uma grande quantidade de informação acerca deste assunto. Parte está disponível na Internet, outra parte não está. Em qualquer caso, providenciaremos referências completas, de modo que o leitor possa pesquisar este assunto por si mesmo.

Começaremos por dizer que a presença de sangue do feto dentro do sistema circulatório da mãe é um fato estabelecido e demonstrado por numerosos estudos médicos. Será que esta é uma nova descoberta, da qual a Sociedade ainda não tem conhecimento? Dificilmente se admitirá essa hipótese. Células de um feto foram recolhidas do sangue materno pela primeira vez em 1969, conforme relatado por Walknowska et al. Adicionalmente, logo em 1961 [em inglês; 1963 em português] a Sociedade admitiu este fato:

"Embora não haja fluxo direto de sangue entre a mãe e o feto, entretanto por osmose há alguma transferência de sangue entre a mãe e o bebê através da placenta." — O Sangue, A Medicina e a Lei de Deus, 1963, p. 27.

A tecnologia P.C.R. tem facilitado investigações adicionais neste campo de estudo, principalmente com o objetivo de detectar defeitos de nascença ou diagnóstico pré-natal. Esta tecnologia permite-nos ver claramente o que está acontecendo nas trocas de componentes de sangue entre a mãe e o feto. Esta tecnologia e o conhecimento que resulta dela tornou-se disponível antes de ser publicado o artigo da Watchtower [Sentinela] de Junho de 1990, mencionado acima.

Um artigo publicado em 1993 no Journal of the American Medical Association [Jornal da Associação Médica Americana] menciona dois estudos envolvendo tecnologia P.C.R., que foram noticiados em 1989 e 1990 e diz:

"Assim, seqüências de DNA do feto existem mesmo no sangue materno. Entre as várias células candidatas, as mais promissoras parecem ser células com núcleo ["nucleated"] de glóbulos vermelhos do feto. Nós isolamos células com núcleo ["nucleated"] de glóbulos vermelhos à base de escolha de fluido para o receptáculo de transferência e de glycophorin-ª (itálico e negrito acrescentados)

Aqui encontramos evidência de que os glóbulos vermelhos passam mesmo do feto para a mãe. As implicações desta descoberta para a doutrina da Watchtower a respeito do sangue são importantíssimas. Usando o raciocínio e a lógica que a própria Watch Tower Society emprega, que evidência adicional precisamos para concluir que Deus não objetaria à transfusão de glóbulos vermelhos?

O estudo seguinte vem do Baylor College of Medicine. Ora repare:

"As células do feto existem inequivocamente no sangue materno e podem ser isoladas. Erythroblasts, trophoblasts, granulocytes e linfócitos, todos foram isolados através de vários gradientes de densidade e técnicas de filtragem de fluidos."[3] (itálico e negrito acrescentados)

Erythroblasts são glóbulos vermelhos não amadurecidos e linfócitos são glóbulos brancos. Ambos são componentes do sangue proibidos pela Watchtower Society, apesar do fato de estarem claramente entre as componentes que têm uma "transferência natural" através da "barreira placentária".

(É interessante notar que este estudo observa que células do feto persistem na corrente sanguínea da mãe durante períodos de tempo muito longos. Num caso, células do feto ainda estavam presentes [na corrente sanguínea da mãe] vinte e sete anos depois do nascimento da criança. Isso mostra como é apropriado que se encarem as transfusões de sangue como sendo um transplante de órgão que se torna parte do corpo.)

Conforme é relatado na obra Early Human Development [Desenvolvimento Humano Inicial], a presença de células com núcleo ["nucleated"] do feto no sangue materno foram demonstradas por muitos grupos. Foram detectadas células do feto no sistema circulatório da mãe logo ao fim de quatro semanas e cinco dias depois da concepção, e estão presentes durante todos os três trimestres da gravidez, aumentando gradualmente à medida que a gestação progride. Também de grande importância é o fato de a maioria das amostras de sangue provenientes de nervos revelarem que as células da mãe também estão presentes no sistema circulatório do feto. Portanto, temos uma troca de componentes do sangue nos dois sentidos, durante mais de 50% do tempo. Como é que a Watch Tower Society pode continuar a ignorar estes fatos, e insistir na aderência a uma política que resulta rotineiramente em mortes que são evitáveis? Vimos como os fatos médicos refutam claramente a base na qual a Sociedade se apóia para permitir algumas frações do sangue, enquanto não permite outras. Algumas das perguntas que ainda precisam de resposta são:

1. A Watch Tower Society conhecia os fatos desde o início e escolheu deturpar a verdade?

2. A Watch Tower Society, de forma negligente, não fez uma pesquisa cuidadosa quando estabeleceu a política em que milhões de pessoas confiariam ao escolher os seus cuidados médicos?

3. Será que a Watch Tower Society terá a coragem moral para corrigir o assunto?

4. Quantas vidas ainda se perderão até a Watch Tower Society fazer a mudança?

À luz desta informação, parece que a Watchtower Society pode estar a correr um risco considerável de ser imputável por ter providenciado informações imprecisas sobre as quais se exige que os seus membros se baseiem ao tomarem decisões críticas relacionadas com os seus cuidados de saúde. Embora neste momento não estejamos a empreender acções legais contra a Watchtower Society, essa continua a ser uma opção em aberto para nós se a Watchtower Society continuar a adiar a implementação das reformas e ajustes necessários.


JESUS CRISTO – O GRANDE DOADOR DE SANGUE

A Bíblia mostra o contrário do que é ensinado pelas TJs e diz que Jesus Cristo também transferiu o seu sangue na cruz do calvário (leia S. Mateus 26:27-28). No texto de Mateus Jesus manda que os discípulos tomem o vinho como sendo o seu sangue “...bebei dele todos...isto é meu sangue”. Jesus além de ensinar a receber o seu sangue mandou que imitássemos seus atos e dele aprendêssemos, leiamos: “... e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração...” (S. Mateus 11:28-29). Arriscaríamos até dizer que Jesus foi o primeiro grande doador de sangue. Além do que, se o sangue é a vida, então a Bíblia manda realmente doarmos sangue – “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos” (I Jo. 3:16).

EXPLICANDO ATOS 15:29

“Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição; e destas coisas fareis bem de vos guardar. Bem vos vá”.

O texto acima é referente ao primeiro concílio cristão feito pela Igreja em Jerusalém. O evangelho havia se espalhado pelo mundo gentílico (os não judeus) e havia o choque da cultura bíblica com a cultura pagã. Nesta época os cristãos viviam em apuros, pois tudo girava em tordo de deuses pagãos (I Cor.8). Parte dos alimentos que iam para as feiras eram sacrificados aos ídolos e nos centros das cidades havia templos de prostituição, daí um dos motivos do primeiro concílio. A recomendação feita acima é no sentido de manter os cristãos longe das atividades pagãs. Veja que a problemática deste versículo é a idolatria e a prostituição, sendo que neste texto não há nenhuma aplicação quanto a transfusões. Em nenhuma parte das Escrituras Sagradas iremos encontraremos tal proibição. Encontraremos sim, um pedido insistente na doação da vida, e já que a vida está no sangue!!!.... “Nisto conhecemos o amor: que Cristo deu a sua vida por nós; e nós devemos dar a vida pelos irmãos.” João 3:16

Prof. João Flavio Martinez

É um dos fundadores do CACP, graduado em história e professor de religiões.

Testemunhas de Jeová culpam hospital por morte

A família de Emma Gough, a inglesa testemunha de Jeová que faleceu por ter recusado uma transfusão de sangue após ter dado à luz gémeos, acusa o hospital de Shrosphire de não a ter assistido devidamente.
Os argumentos utilizados são que, por ter problemas de anemia, Emma, de 22 anos, poderia ter feito cesariana em vez de parto natural, segundo o jornal Telegraph. O marido, Anthony Gough, de 24 anos, diz mesmo que o hospital poderia ter reciclado o sangue e usá-lo na transfusão, segundo o jornal Sun.
Tudo aconteceu a 25 de Outubro, mas só há dias surgiu nos jornais, levantando um debate em Inglaterra sobre o valor da fé versus o interesse das crianças que Emma deu à luz, um rapaz e uma rapariga.
Quando os gémeos nasceram, a mãe ainda teve tempo de os segurar, mas ficou inconsciente pouco depois, devido a uma hemorragia. Emma assinara uma declaração antes do parto a dizer que não autorizava uma transfusão de sangue em caso de emergência, devido à sua religião.
Os médicos ainda suplicaram à família, marido incluído, mas estes preferiram deixar Emma morrer. Foi cremada na passada segunda-feira. Ela e Anthony, um engenheiro, tinham casado em 2005 nos Barbados, na presença de familiares e amigos.
Era um sonho que ela tinha e que Anthony fez questão de realizar. O casal, que vivia em Dawley, estava junto desde a adolescência e Emma não cabia em si de felicidade por ir ser mãe de gémeos. "Estamos a lidar o melhor que podemos com a situação. Vai haver uma investigação e vão ser levantadas questões", disse Anthony, agora viúvo, pai de duas crianças órfãs de mãe.

Fonte: DN Online

Suspeito de prometer transformar jovens em "vampiros" lixava os dentes


Fonte: Folha Online

O ajudante-geral Vandeir Máximo da Silva, 27, suspeito de aliciar adolescentes de Presidente Prudente (565 km de SP) para uma seita que prometia transformá-los em "vampiros", restaurava e lixava os dentes caninos para que ficassem pontiagudos.
A constatação veio após exames preliminares da arcada dentária de Silva, feitos ontem (7) no IML (Instituto Médico Legal) da cidade, depois que ele se apresentou à polícia. Silva negou ter mordido o pescoço e bebido sangue de pelo menos 15 adolescentes, contrariando depoimentos de quatro jovens.
"Pela simetria das marcas [nos pescoços dos adolescentes], acreditávamos que ele usava próteses, mas a análise inicial da perícia derruba essa hipótese", disse o delegado Dirceu Gravina. Segundo ele, o laudo definitivo da arcada dentária ficará pronto em dez dias.
Os adolescentes também disseram que Silva tinha asas e olhos vermelhos. Segundo a polícia, ele usava lentes de contato vermelhas e tem um desvio na coluna que lembra a formação de asas. O ajudante-geral afirmou que tudo era uma brincadeira de RPG (role playing game, ou jogo de interpretação de papéis).
À polícia Silva, que se apresentava aos jovens como "Vlad Hacamia", disse ter restaurado os dentes após acidente em 1998, quando trabalhava como pedreiro em São Paulo e caiu do segundo andar de um prédio. A polícia investiga se ele cometeu os crimes de lesão corporal e aliciamento de menores.

"Rainha"

Uma mulher que estaria grávida de Silva, apontada como "rainha" do grupo, é procurada pela polícia. Uma estudante de 16 anos ouvida hoje pela polícia disse que estava sendo preparada por Silva "para dar fim ao anticristo", que seria o suposto bebê da "rainha".
"Nossos investigadores estão na rua para localizá-la ["rainha"]. Em depoimento, os jovens disseram que ela é real, mas uma das linhas de investigação é que o suposto filho seria de um relacionamento anterior dele [Silva] e a mulher estaria realmente grávida", disse Gravina.
A polícia apreendeu hoje, na casa dos pais de Silva, revistas, anotações, desenhos e fotos de literaturas sobre vampirismo e satanismo. Entre o material há fotos de bonecos de bebês com chifres e olhos vermelhos. "O material apreendido denota que, diferentemente do que ele disse, não é um iniciante na organização. Está nisso há muito tempo e age como doutrinador", afirmou Gravina.

Perfil

A investigação também busca traçar o perfil psicológico de Silva. Familiares do ajudante-geral disseram, em depoimentos, que ele tinha "comportamentos estranhos" desde criança. Aos cinco anos, conforme esses relatos, ele torturava animais domésticos, como cães e gatos. Aos 11, foi expulso da escola, onde se mantinha isolado, após "brigar com todos".
Em sua página no site de relacionamentos Orkut, Silva usa o nome "Bhansho Bhakhamyah". Afirma ser "gótico, vampirista e satanista", mas que "aceita fazer amizades com todos". Aponta "música, literatura, sangue e outras coisas" como suas paixões.

quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Final feliz para a indiana adorada como deus reencarnado

Final feliz para a indiana adorada como deus reencarnado

Terminou tudo bem para Lakshmi Tatma. A cirurgia a que foi submetida a menina indiana que nascera com oito membros foi um sucesso. Depois de 27 horas de operação, a criança teve duas pernas e dois braços removidos, ficando separada de um "gêmeo parasita", que não tinha cabeça e parou de se desenvolver no útero da mãe.
A delicada cirurgia contou com a participação de 30 médicos, entre pediatras, neurocirurgiões, ortopedistas e cirurgiões plásticos.

Sem a intervenção, provavelmente Lakshmi não passaria da adolescência. Os médicos estão otimistas que a criança se desenvolva normalmente.
Lakshmi era adorada em sua cidade natal - na verdade o vilarejo pobre de Rampur Kodar Katti - como uma reencarnação do deus Vishnu (leia no post abaixo). Após a notícia do seu nascimento, a casa da família Tatma virou local de peregrinação hindu. Muitos caminhavam dezenas de quilômetros na esperança de receber uma bênção da pequena Lakshmi.
Muitos moradores de Rampur Kodar Katti se opuseram à operação, e decidiram erguer na localidade um templo para reverenciar a menina.
"Ela é uma menina muito encantadora. Tenho certeza de que ela vai crescer e se tornar algo especial", disse a mãe de Lakshmi à rede CNN.

Foto: Lakshmi pouco antes da cirurgia ao lado de médico, em Bangalore - EFE

Fonte: EFE

Acusado de chefiar 'seita de vampiros' nega culpa

Jovens relataram à polícia que recebiam mordidas no pescoço.
Homem disse que vai processar pais dos jovens em busca de indenização.

Depois que a Polícia Civil fechou o cerco contra ele, o homem de 27 anos suspeito de chefiar uma seita que prometia imortalidade a jovens de Presidente Prudente, a 565 km de São Paulo, se apresentou na 4° Delegacia de Polícia da cidade e foi interrogado por mais de duas horas. Negou que tenha mordido pescoços e bebido sangue de 16 jovens que integram a comunidade Anjos Rebeldes, da cidade paulista, da qual é o chefe.
"Os moleques já tinham marcas, e se eu tivesse mordido teria arrancado uma parte do pescoço de alguém", explicou o ajudante geral contra o qual foram registrados três boletins de ocorrência. Quanto a chupar o sangue dos menores, o ajudante disse que isso é mentira e que prefere outras bebidas: "Prefiro suco de uva e vinho", ironizou. Os pais acusam o homem de obrigar seus filhos a beberem o próprio sangue. "Era um 1/3 do copo com sangue. Isso vicia", contou o delegado Dirceu Gravina, que interrogou cinco adolescentes.
O delegado suspeita que o "vampiro" usou uma prótese dentária com dois caninos que acredita estar escondida na casa do acusado. O ajudante negou que é namorado de uma das garotas e disse que vai processar os pais que o acusam. "Querem me ferrar. É tudo mentira. Quero ser indenizado", afirmou. Ele acrescentou que "é do bem" e que o objetivo dos Anjos Rebeldes é ajudar os outros. "Integro o grupo, mas sou das Igrejas Messiânica e da Graça", contou, explicando que participa de jogos de RPG interpretando Dimitri, o salvador da Terra.

Promessa de transformação

Jovens relataram que, para entrar no grupo, era necessário receber uma mordida no pescoço. Pelo menos 16 jovens, segundo a polícia, participaram da espécie de ritual. Eles cortavam o próprio corpo em uma praça da cidade durante os encontros da seita. Três boletins de ocorrência foram registrados pelos pais dos adolescentes na delegacia.
A polícia começou a investigar o caso depois da queixa do pai de dois jovens. Desconfiado do comportamento dos filhos, o homem descobriu que eles faziam parte de uma seita cujo chefe se apresentava como vampiro. Os dois adolescentes, de 13 e 15 anos, tinham marcas de dentes no pescoço. Um deles havia cortado o braço depois de convencido pelo chefe da seita de que não sangraria.
Uma adolescente de 15 anos contou ao G1 que fazia parte da seita e o homem pretendia levar os jovens “a um castelo” no próximo domingo (11). “A gente ia embora porque ele prometia um castelo onde nós seríamos muito felizes”, disse. O homem atraía os adolescentes, segundo ela, dizendo que eles teriam dinheiro e imortalidade.
O primeiro encontro da adolescente com o homem foi em um shopping da cidade. “Ele contou umas histórias para a gente e eu não acreditei. Falou que, para entrar na seita, precisava morder o pescoço. Eu confiei, porque ele é uma pessoa inteligente, culta. Até gostava dele”, afirmou.

Fonte: http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL173419-5605,00.html

terça-feira, 6 de novembro de 2007

A menina indiana que chamou atenção do mundo por ter nascido com oito membros e que muitos acreditam ser a reencarnação do deus hindu

















A menina indiana que chamou atenção do mundo por ter nascido com oito membros e que muitos acreditam ser a reencarnação do deus hindu Vishnu é submetida nesta terça-feira a uma delicada cirurgia para retirar dois braços e duas pernas, que não têm função.
Lakshmi Tatma, de 2 anos, nasceu com um "gêmeo parasita", como definem os médicos que cuidam do caso em um hospital de Bangalore.
A cirurgia, que deverá durar cerca de 40 horas, terá a participação de 30 médicos. O "gêmeo parasita" sem cabeça se junta a Lakshmi pela bacia e tem coluna e rim independentes.


A família pobre, da cidade de Bihar, resistiu muito em permitir que a cirurgia seja realizada. A mãe de Lakshmi acredita que a filha seja mesmo Vishnu reencarnada, um "milagre".
"Ela é um milagre, uma bênção especial de Deus. Mas ela é minha filha e não pode viver com isso", declarou Poonam Tatma ao jornal britânico "Evening Standard".

Fonte: Notícias da Hora

segunda-feira, 5 de novembro de 2007

Ventos de Doutrinas

Modismos e Heresias Ameaçam Igrejas Brasileiras

Não é nenhuma novidade que apareçam divulgadores de heresias no seio da igreja, mas nos últimos tempos a igreja brasileira tem sofrido a influencia do grupo musical gospel Diante do Trono, da Igreja Batista da Lagoinha de Belo Horizonte – MG. Este grupo é o que mais vende CDs evangélicos no Brasil e tem influenciado fortemente a juventude evangélica brasileira, tendo fama de “ungidos”. A Igreja Batista da Lagoinha tem se tornado refêrencia a tal ponto de haver caravanas para ir assistir seus cultos e conhecer a igreja. Só que, tal igreja tem disseminado um festival de doutrinas anti-biblicas. A IBL partilha dos ideais do MIR (Ministério Internacional de Restauração). Esse ministério tem sido o principal responsável pela disseminação do G12 em terras brasileiras e é presidido por seu fundador René Terra Nova, que afirma ser “Apostolo”. Umas das principais aliadas de Terra Nova é Valnice Milhomens do Ministério Palavra da Fé, uma pregadora da teologia da prosperidade, famosa por pregar heresias.

Entre as falsas doutrinas que o MIR e demais adeptos de sua visão tem pregado, estão doutrinas que assemelham à doutrinas: católico romanas, judaicas e mormonitas. A IBL já adotou, não só o G12 , mas também a onda de “restauração do apostolado” ungindo Marcio Valadão, seu pastor presidente, “Apostolo”, além de ter cedido seu templo para a consagração de René Terranova “Apostolo” do Brasil e da América Latina, culto este que teve a presença da “Apostola” Valnice Milhomens, já citada e do “Apostolo” Mike Shea, conhecido por ministrar louvor de costas, características esta da igreja ortodoxa antioquina.

Vamos analisar algumas doutrinas e práticas propagadas por esses movimentos:

Teologia da Prosperidade

O IBGE trouxe uma constatação chocante para a ideologia dos propagadores da teologia da prosperidade no Brasil... Foi comprovado, no último censo de 2006, que os evangélicos são os que mais contribuem com a sua religião, apesar disso, são os religiosos mais pobres do País. Ou seja, essa teologia na prática não funciona. Bem, com a palavra os pregadores da prosperidade!

Essa é uma das doutrinas principais pregada por todos esses movimentos. Trata-se de uma substituição do Evangelho da Graça, pelo “evangelho” da ganância. Oral Roberts, um dos principais pregadores dessa heresia, chegou a escrever um livro intitulado How i learned Jesus Was Not Poor (“Como aprendi que Jesus Não foi Pobre”) É comum ouvimos da boca dos pregadores da prosperidade coisas do tipo: “ Você é filho do Rei, não tem por que levar uma vida derrotada.” A principio uma frase dessas pode até pode parecer ortodoxa. Mas, o que muitos talvez não saibam, é que para esses pregadores, “vida derrotada”=ser pobre, ter dificuldades financeiras, ficar doente etc.T.L Osborn, ensina em seu livro Curai Enfermos e Expulsai Demônios , que Paulo jamais esteve doente contradizendo o seguinte texto:

” E vós sabeis que vos preguei o evangelho a primeira vez por causa de uma enfermidade física. E, posto que a minha enfermidade na carne vos foi uma tentação, contudo, não me revelastes desprezo nem desgosto; antes, me recebestes como anjo de Deus, como o próprio Cristo Jesus”.(Gal.4. 13,14). É interessante saber que Osborn no começo de seu ministério se apoiou em líderes heréticos como William Marrion Branham.

T. L. Osborn, no folheto intitulado Um Homem Chamado William Branham, escreveu o seguinte:

Esta geração está incumbida: uma geração na qual Deus tem caminhado em carne humana na forma de um Profeta. Deus tem visitado seu povo. Porque Um grande Profeta Tem-se Levantado entre Nós"

Osborn trata a pessoa de Branham como se fosse o próprio Deus. Em outro lugar no mesmo folheto, diz:

"Deus tem enviado o irmão Branham no século 20 e tem feito a mesma coisa. Deus em carne, novamente passando por nossos caminhos, e muitos não o conheceram. Eles tampouco o teriam conhecido se tivessem vivido no tempo em que Deus cruzou seus caminhos no corpo chamado Jesus, o Cristo."

A teologia da prosperidade une o fútil ao desagradável, ou seja, é uma mistura de ganância e comodismo. Os adeptos da teologia da prosperidade acham que nós temos direito de reivindicarmos o que quisermos de Deus, esquecendo da soberania divina. Cito abaixo alguns textos bíblicos, que refutam esse evangelho falso, que promete ao homem uma vida de prosperidade material, atiçando-lhe a ganância.

Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam;(Mat. 6.19,20)é enfatuado, nada entende, mas tem mania por questões e contendas de palavras, de que nascem inveja, provocação, difamações, suspeitas malignas, altercações sem fim, por homens cuja mente é pervertida e privados da verdade, supondo que a piedade é fonte de lucro.

De fato, grande fonte de lucro é a piedade com o contentamento.

Porque nada temos trazido para o mundo, nem coisa alguma podemos levar dele.

Tendo sustento e com que nos vestir, estejamos contentes.

Ora, os que querem ficar ricos caem em tentação, e cilada, e em muitas concupiscências insensatas e perniciosas, as quais afogam os homens na ruína e perdição.

Porque o amor do dinheiro é raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores.

Tu, porém, ó homem de Deus, foge destas coisas; antes, segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância, a mansidão. (1ª Timóteo 6.4-11)


Alguns dias atrás, recebi um e-mail, que continha um material da pesquisadora de religiões Mary Schultz mostrando como terminaram alguns dos grandes pregadores da prosperidade e da saúde perfeita. observem:

1. E. W. Kennyon faleceu vitima de um tumor maligno.

2. John Wimber e seu filho Chris morreram de câncer.

3. A . A. Allen morreu de alcoolismo..

4. John Lake morreu de um colapso.

5. Gordon Lindsey morreu do coração.

6. O cunhado de Kenneth Haigin morreu de câncer.

7. O mesmo aconteceu à sua irmã.

8. Sua esposa foi operada e o próprio Haigin usou óculos até morrer.

9. Kathryn Khulmann morreu do coração.

10. Daisy Osborne morreu de câncer, jurando que havia sido curada.

11. Jamie Buckingham morreu de câncer.

12. Fred Price conseguiu uma quimioterapia para a sua esposa.

13. John Osteen procurou ajuda médica para curar o câncer da esposa.

14. A esposa de Charles Capps fez tratamento médico de câncer e também Joyce Meyer.

15. Mack Timberlake está se tratando de um câncer na garganta.

16. R. W. Shambach fez quatro pontes safenas.

17. O Profeta Keith Greyton morreu de AIDS.

Isso é uma prova convincente não são bem assim como pregam entusiasticamente esses “profetas” do materialismo. Por ai percebe-se que não vivem o que pregam!

Restauração da igreja primitiva com apóstolos e profetas

Ha mais de duzentos anos o mormonismo vem pregando uma “restauração” da igreja primitiva composta por Profetas, Apóstolos etc. Nesses últimos tempos uma doutrina parecida tem sido divulgada no Brasil por igrejas evangélicas em especial as adeptas do G12. Vale lembrar, que há séculos a Igreja Romana prega a doutrina da sucessão apostólica, tendo o Papa como sucessor de Pedro. O texto base de tais igrejas, normalmente é Ef.4.11, tirado de seu contexto. Jesus escolheu doze apóstolos, dos quais Judas Iscariotes se suicidou, ficando 11. Depois Matias foi acolhido apóstolo para ser junto com os onze testemunha da ressurreição do Senhor (At.1.21-26) , posteriormente Paulo, foi chamado pelo próprio Senhor para ser apóstolo e mesmo assim se considerava um abortivo, como nascido fora de tempo por ter sido o ultimo a ver o Senhor (1ª Coríntios 15.7-9). Se a instituição de apóstolos na igreja fosse algo necessário até a vinda do Senhor, Paulo não teria razão para fazer tal afirmação. Depois que morreu o ultimo apóstolo, nunca mais ninguém na igreja primitiva foi reconhecido ou ordenado Apóstolo. O dom de profecia é para a exortação edificação e consolação, não para dirigir a vida de ninguém ou para transmitir ordenanças a igreja, e muito menos para dar “autoridade” sobre quem quer que seja (cf.1ª Coríntios 14.3).

Confissão de Pecados aos Lideres

Tiago 5:16 “Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo.”

Esse texto tem sido usado para tentar provar que, temos que confessar nossos pecados para sermos de alguma forma, libertos. Certa vez ouvi um dos integrantes de uma banda gospel, vinculada a uma comunidade que pratica o G12, dizer que quem não confessar seus pecados aos seus pastores ou lideres, para que eles liberassem a “benção do perdão” , sofreriam ações diabólicas. Isso parece a doutrina católico romana da confissão auricular. O Texto Bíblico acima refere-se ao ensino de Jesus, sobre perdoar o irmão que pecar contra nós. Tiago está exortando a igreja à reconciliação e ao perdão mutuo. Veja, que antes dele falar em cura, ele fala em oração...”orai uns pelos outros para serem curados” é a ação divina em resposta a oração que cura e restaura, física e espiritualmente e não a confissão auricular. Somente a Deus devemos confessar nossos pecados.

Praticas Judaizantes

Valnice Milhomens, em entrevista à revista Vinde declarou:"Meu contato com Israel me mostrou várias coisas, como os dias proféticos, as alianças: seis' dias trabalharás e ao sétimo descansarás. Êxodo 31 declara que o sábado é o sinal de uma aliança perpétua e da volta de Cristo."

A Sra.Milhomens, contradiz frontalmente o ensino neotestamentario do fim da Lei mosaica em Cristo Jesus (Rom.14.5, Col 2.16, Ef.2.15, Gal.3.23-25) . Da mesma forma a circuncisão era uma aliança perpetua e nem por isso ela a instituiu em sua igreja (Gen.17 10-14). Esta Sra, já chegou declarar que Jesus vai vir em um Sábado de 2007, sendo que o próprio Senhor Jesus, declarou que o dia e a hora de sua vinda ninguém sabe. (Mat 24:36,43,50. 25:13)

MIR

As festas bíblicas são ordens sagradas do Senhor. Elas não são apenas judaicas; são, antes de mais nada, do Senhor, declaradas como estatuto eterno (Lv. 23:1-44). (www.mir.org. br)

O Encontro de Levitas é um Encontro voltado para o resgate do Ministério Levítico dentro da Visão Celular no Governo dos 12. Esse encontro traz princípios e conceitos sobre os levitas, todo o histórico desde o seus surgimento até os nossos dias. www.mir.org. br

Com respeito a celebrar a festa dos tabernáculos veremos como era observada:

“ Fala aos filhos de Israel, dizendo: Aos quinze dias deste mês sétimo, será a Festa dos Tabernáculos ao SENHOR, por sete dias.

Ao primeiro dia, haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis.

Sete dias oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; ao dia oitavo, tereis santa convocação e oferecereis ofertas queimadas ao SENHOR; é reunião solene, nenhuma obra servil fareis.

São estas as festas fixas do SENHOR, que proclamareis para santas convocações, para oferecer ao SENHOR oferta queimada, holocausto e oferta de manjares, sacrifício e libações, cada qual em seu dia próprio,” (Levítico 23.34-37)


Resta saber se eles realmente observam a Festa dos Tabernáculos como está prescrito na Lei. Se eles não observam dessa forma, não estão observando o preceito. Se observam, estão anulando o sacrifício de Cristo, oferecendo holocaustos e sacrifícios. Isso mostra o grau de apostasia em que o MIR está envolvido O Apostolo Paulo deixa bem claro que não precisamos observar os dias santos e cerimônias judaicas (Colossenses 2.16, Gálatas 4.9-11).

Levitas? Que absurdo! Não existe mais ministério Levítico nos dias atuais. O ministério levítico como o próprio nome já diz se refere aos integrantes da tribo de Levi. Portanto é heresia grosseira querer instituir esse ministério na igreja. O Novo Testamento ensina que o ministério Levítico cumpriu sua função e foi substituído pelo ministério de Cristo. (Heb 7:5-28)

Atos Proféticos

Mais um modismo! Esses atos proféticos estão baseados na crença de que o cristão faz ou diz, tem repercussão no mundo espiritual. Alguns chegam a blasfemar ensinado que assim como Deus, pela sua palavra falada, trouxe todas a coisas a existência, da mesma maneira, nós como sua imagem, podemos trazer coisas a existência pelo poder da palavra falada. Esse ensino é uma blasfêmia idolátrica, que procura assemelhar o homem a Deus. Esses atos proféticos normalmente tem como objetivo, “conquistar” cidades ou nações para o Reino de Deus. A palavra de Deus nos ensina a ganhar almas para o Reino de Deus através da pregação do evangelho de Jesus Cristo, e não através de “declarações de posse” ou de “orações reivindicatórias.” Líderes de diversas comunidades ligadas ao G12 e ao apostolado contemporâneo, estão planejando uma série de “atos proféticos” para a redenção do Brasil até 2007, o ano anunciado por Valnice Milhomens para o retorno de Cristo. O primeiro desses atos foi feito na Igreja Batista da Lagoinha em Belo Horizonte e o ultimo está marcado para ser em Porto Alegre. Sinomar Ferreira falando sobre esses atos proféticos declarou: “Os atos proféticos são extremamente importantes, por que aquilo que é feito aqui na terra tem repercussão no céu” Isso mostra o caráter herético de tais atos, pois insinua que podemos manipular o mundo espiritual. Crença parecida com as dos Bruxos da Nova Era que acreditam poder manipular as forças da natureza através de palavras mágicas e encantamentos. [Vide o livro "A Sedução do Cristianismo" de Dave Hunt]

Que Pastores, lideres e membros de Igrejas, estejam vigilantes, para que ventos de doutrinas não invadam suas comunidades eclesiais, causando divisão e confusão em seu meio. Fica aqui um alerta: Antes de convidar alguém para pregar em suas igrejas, acampamentos, retiros etc. Procure se informar bem, sobre a linha doutrinária seguida por essa pessoa, para evitar futuros problemas.

QUE DEUS TENHA MISERICÓRDIA DA IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA!

por Francisco Belvedere Neto

sexta-feira, 2 de novembro de 2007

Operação investiga chefes de seita na Indonésia

Fonte: EFE

A Polícia indonésia iniciou esta semana uma operação de busca para deter os chefes da seita Al-Qiyadah Al-Islamiah, acusada de blasfêmia, e cujo líder se diz herdeiro do profeta Maomé.
Grupos islâmicos radicais ameaçam queimar as sedes da organização e exigem a pena de morte para o líder, Ahmad Mushaddeq, fundador da seita.
Em julho, Mushaddeq afirmou, após meditar e jejuar durante 40 dias em um monte, que Alá apareceu para ele e lhe designou como novo profeta para continuar o trabalho de Maomé.
Ele se entregou na segunda-feira à noite à Polícia, junto com sua mulher e outros seis membros da congregação.
Esta semana, Lia Aminuddin, mais conhecida como Lia Éden, líder da seita Reino do Éden, foi libertada após passar dois anos na prisão por blasfêmia.
Lia, que diz ser a reencarnação do arcanjo Gabriel, insistiu em que continuará pregando, porque na prisão recebeu mais doutrinas de Deus que deseja escrever e compartilhar com as pessoas. Esta atitude pode levá-la de volta à prisão.
A Indonésia não tolera a blasfêmia, apesar da dificuldade de interpretar juridicamente este conceito e de que a Constituição reconhece a liberdade religiosa.
O Código Penal indonésio pune a blasfêmia com penas de até cinco anos de prisão.
Em maio, as autoridades detiveram 41 membros de uma seita protestante que divulgaram um vídeo no qual se afirmava que o Islã é "a fonte de toda a maldade da Indonésia, da violência até o terrorismo".
No caso de Mushaddeq, ele também é acusado de "degradar o Islã" ao pregar entre os muçulmanos doutrinas contrárias às tradições islâmicas.
A seita Al-Qiyadah Al-Islamiah foi fundada há sete anos e, segundo fontes policiais, tem cerca de 41 mil seguidores em todo o país.
O Conselho de Ulemás da Indonésia afirmou que as doutrinas de seita são contrárias ao Islã e causam "grande ansiedade" entre a comunidade muçulmana, por isso solicitou a detenção do líder e a suspensão de suas atividades.
Outras organizações conservadoras islâmicas tomaram posturas mais radicais, como é o caso do Movimento Islâmico Indonésio, que considera que as doutrinas são um insulto para os muçulmanos e ameaça enviar grupos para destruir as propriedades da organização se a Polícia não detiver todos os dirigentes.
O Governador de Jacarta afirmou que está tentando ilegalizar a seita, enquanto a Procuradoria Geral anunciou que espera a proibição oficial por parte da Agência Pública de Coordenação da Fé para tomar medidas.
Por enquanto, as autoridades deram ordens de deter e interrogar os chefes da organização e de ligar para seus membros para pedir a eles que abandonem sua ideologia e retornem às antigas crenças.

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Justiça espanhola admite cientologia entre entidades religiosas

MADRI (AFP) — A Justiça espanhola aceitou a inscrição da Igreja da Cientologia, considerada uma seita em outros países europeus, no "registro de entidades religiosas".
Um tribunal administrativo da Audiência Nacional de Madri, principal instância judicial espanhola, aceitou um recurso apresentado por este movimento fundado em 1954 pelo autor de ficção científica Lafayette Ron Hubbard (1911-1986), para ser inscrito no registro dos movimentos religiosos do país.
A cientologia, que tem um amplo e luxuoso centro em Madri, protestava por uma decisão de 2005 do ministério espanhol da Justiça, que havia descartado o registro.
A cientologia é considerada uma seita em vários países europeus.
Nos Estados Unidos, onde foi fundada e tem sua sede internacional, obteve vantagens fiscais reservadas aos cultos.
A cientologia tem entre seus membros artistas famosos como Tom Cruise e John Travolta.

Fonte: AFP

Profeta mórmon americano afirma que cometeu atos imorais

O polígamo Warren Jeffs, declarado cúmplice de um estupro de uma adolescente em 2001, afirmou à família e aos seus seguidores que Deus o considerava "malvado" pelos atos "imorais" que cometera.
Segundo documentos judiciais apresentados esta semana, Jeffs, de 51 anos, autoproclamado "profeta" de uma seita mórmon do sudoeste dos Estados Unidos, renunciou ao cargo durante uma série de conversas telefônicas ocorridas em janeiro.
Nas conversas ele admitiu que desde os 20 anos não voltou a exercer o sacerdócio na Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Além disso, teria mantido atitudes imorais com uma irmã e uma filha há algumas décadas.
Os advogados arquivaram os documentos em julho para não influenciar o julgamento que o acusado enfrentou em setembro, por ter realizado um casamento entre uma adolescente de 14 anos e o primo de 19.
O juiz James Shumate, que tornou o material público na terça-feira, aprovou a decisão dos advogados já que as gravações poderiam criar preconceitos contra o acusado.
Jeffs, antes de renunciar ao cargo de líder da seita, disse ao seu irmão que estava em jejum há três dias e não dormira nada na noite anterior.
Três dias depois, foi encaminhado a um hospital. Ele recebeu remédios para uma possível depressão. O acusado tinha perdido 13 quilos, estava desidratado e sofria de insônia, segundo os documentos judiciais.
No entanto, em fevereiro quando sua saúde já estava melhor, voltou atrás nas confissões anteriores. Ele alegou que havia "experimentado um grande teste espiritual".
A publicação dos documentos deixou os advogados de Jeffs surpresos. Eles classificaram o fato como algo "incomum".
"Não é normal que um juiz tome este tipo de decisão sem dar oportunidade de os advogados serem escutados", disse Walter Bugden, um dos responsáveis pela defesa de Jeffs, segundo o jornal "The Salt Lake Tribune".
Para Bugden, os documentos mostram referências "vagas" sobre atitudes anteriores de Jeffs.
O acusado saberá a sentença no dia 20 de novembro. Ele pode cumprir pena de entre cinco anos à prisão perpétua.

Da redação do clicabrasilia.com.br, com agências

Related Posts with Thumbnails