Pesquisar este blog

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Seita religiosa: quando Deus fala pela voz do pai

Raparigas e mulheres não se vêem como vítimas de abusos sexuais. O que conta é a vontade de Deus... através do homem.
No dia 27 de Julho de 2006, o profeta da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias recebeu uma mensagem de Deus, dizendo-lhe que, nessa noite, devia realizar três casamentos. Um deles seria o da sua filha de 15 anos, Teresa Jeffs, escreve o El País.
«Reuni a minha filha e a sua mãe, Annette, para lhes explicar como ser esposas celestiais e como se devem manter ao lado do seu marido, sempre», disse Warren Jeffs. Num rancho do Texas, Teresa foi entregue a Raymond Jessop, de 38 anos.
«O meu pai disse-me que o Senhor queria que eu casasse esta noite. Perguntou-me: o que achas? Queres?», escreveu a rapariga no seu diário. Sendo esta a vontade de Deus, nenhuma mulher da seita fundamentalista mórmon ousa questioná-la. Esta é a sua verdade: casar e ter relações sexuais com o seu marido para «encher a terra de fiéis».
Na mesma noite, a irmã de Raymond Jessop casou com o irmão de Warren Jeffs. Tinha 12 anos na altura da troca de filhas. O profeta tem mais de 60 esposas, um sinal de poder dentro da seita, conforme dão a entender os diários e fotografias descobertos pela polícia no rancho.
Warren Jeffs enfrentou várias acusações relativas a crimes de poligamia, abuso de menores e casamentos ilegais. Em Abril, as 440 crianças do rancho foram retiradas das famílias, mas em Maio tiveram de voltar porque o Supremo Tribunal considerou que «o risco de abuso não era iminente». As novas descobertas foram suficientes para condenar o profeta e outros homens da seita.
No entanto, os advogados de defesa das vítimas tiveram bastantes problemas. Natalie Malonis defende Teresa Jeffs, mas a sua cliente não a reconhece como tal.
«Cale-se e deixe de me chamar vítima de abuso sexual. Estou farta que me chama isso quando eu não sou nenhuma vítima de abusos sexuais e você não tem nenhuma prova que demonstre que eu tive relações sexuais», escreveu Teresa, num e-mail para a sua advogada.
É que, para Teresa Jeffs, ela é uma criança livre, porque o significado de liberdade é fazer o que Deus quer. A única coisa que importa para ela é aquilo que o Senhor diz. E o Senhor fala pela voz do pai.

IOL

Related Posts with Thumbnails